domingo, 6 de setembro de 2009

Xilogravura

As xilogravuras costumam ser outra técnica muito apreciada pelas crianças e adolescentes. Originalmente, trata-se da gravação em um taco de madeira. Ferramentas de corte mais ou menos alternativas são usadas para cortar o taco de madeira, conforme a intenção do artista. O processo de gravação acontece com o uso desta matriz em madeira. É uma técnica bastante utilizada para ilustrar a Literatura de Cordel.

O processo tradicional é um pouco difícil para as crianças, seja pela dureza das madeiras, seja pela alta destreza exigida no manuseio das ferramentas de corte.

Mas é possível alcançar um resultado bastante interessante quando substituímos as ferramentas de corte por pontas secas e o taco de madeira por isopor.

Mais uma vez, podemos reutilizar materiais descartados em nossos trabalhos - bandejas de isopor (que comumente embalam queijos e outros frios), pontas de clips, de lápis e todo e qualquer objeto que permita o traçado no isopor.

A parte mais mágica do processo é quando as crianças e adolescentes começam a "carimbar" seus desenhos em papel, cartolina, tecidos etc. É uma etapa bonita e cheia de descobertas, que vão desde a constatação de que as imagens "saem espelhadas" no suporte até a possibilidade quase infinita de reproduções de um mesmo desenho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário